Blog

Quais os cuidados necessários com bebê na praia?

bebê na praia

Todo mundo tem que ficar de olho em alguns pontos quando vai à praia, como não se expor ao sol sem proteção, não ultrapassar o limite da área destinada aos banhistas, entre outros. No entanto, um bebê na praia requer cuidados mais específicos ainda. O problema é que nem todos conhecem ou, pior, simplesmente ignoram.

Quer saber quais são os principais cuidados com bebê na praia? Basta continuar a leitura! A gente vai explicar qual é a idade mais adequada para levá-lo a esse tipo de passeio em família, o que é preciso carregar na bolsa e muito mais. Confira!

Leve em conta a idade

Segundo os especialistas, a idade mais recomendada para levar seu bebê à praia é a partir dos 6 meses. Isso porque, antes desse período, a pele deles é ainda mais sensível à água salgada do mar, o que pode ocasionar problemas como alergias, coceiras e irritações.

Além disso, é a faixa etária em que o bebê já tomou a primeira leva de vacinas e está com a imunidade mais forte. Ainda assim, é necessário tomar cuidados com a pele, a higiene e a alimentação da criança.

Use roupas leves e chapéus

bebê na praia

Ter uma maior atenção com os itens do vestuário do bebê pode deixar os momentos solares na praia mais tranquilos. Roupas leves (de algodão) e claras, por exemplo, são as melhores opções para minimizar os efeitos do sol — inclusive, também existem modelos de roupas com proteção solar.

Não pense que a proteção vai ocorrer ao vestir roupas pesadas, sintéticas ou muito fechadas. Isso só facilitaria a incidência de assaduras por causa do calor. Por fim, lembre-se de levar um chapéu para o bebê, ok?

Passe protetor solar

bebê na praia

Claro que esse item não poderia ficar de fora da bolsinha preparada quando um bebê vai à praia. É fundamental passar protetor solar infantil com, no mínimo, FPS 30 por todo o corpo para preservar a pele e protegê-la dos raios solares. Não se esqueça das regiões da orelha, que queimam facilmente.

Porém, como indicam os especialistas, esse produto só deve ser passado a partir dos 6 meses de idade, devido à alta sensibilidade da pele do bebê. Essa aplicação deve ser repetida a cada duas horas, sobretudo em dias nublados.

Escolha locais adequados na areia

A criança deve ficar embaixo do guarda-sol e mais próxima da parte úmida da areia. É possível que na área seca haja uma maior concentração de fezes de animais, as quais podem conter micro-organismos causadores de bichos geográficos.

No final do passeio, o excesso de areia deve ser retirado para não causar problemas na pele. O talco é uma ótima opção para essa tarefa.

Faça a higienização adequada

Você também deve prestar atenção ao tempo em que o bebê permanece com shorts de banho, maiô ou fraldas sujas, principalmente após ter entrado em contato com a areia e/ou com a água salgada. É que a pele pode ficar irritada e ocorrer inflamações como a foliculite — semelhante à picada de insetos.

Ofereça uma alimentação natural

É indicado levar lanches de casa para comer na praia — procure armazenar e conservar os alimentos adequadamente. Quando a refeição vem de fontes desconhecidas, os riscos de intoxicação aumentam.

Também é importante respeitar os horários de refeição da criança e oferecer muita água a ela. No caso de o bebê tomar mamadeira, é melhor prepará-la no local em vez de levá-la pronta de casa.

Como vimos, a criança não precisa ficar de fora desse programa tão divertido. A questão é redobrar os cuidados quanto à segurança do bebê na praia para que certos problemas não ocorram.

Você gostou do texto? Então, aproveite o embalo e confira nossas dicas para viagem com bebê e com criança!

Você também pode se interessar por