Blog

Descubra as vantagens e desvantagens de se hospedar em hostel!

 

 

 

Descubra as vantagens e desvantagens de se hospedar em um hostel.Nada melhor do que passar um tempo tranquilo sem pensar na agitação do cotidiano, não é mesmo? Na hora de fazer um roteiro de viagem, as pessoas costumam dar preferência para ficar em hotéis ou pousadas, mas já parou para pensar como é se hospedar em hostel?

Para saber se está tomando as decisões certas quanto ao lugar que vai se hospedar, é importante analisar alguns pontos relevantes. Por isso, preparamos um pequeno guia para que você entenda como funciona um hostel e conheça as vantagens e desvantagens desse tipo de hospedagem. Acompanhe!

O que é um hostel?

Os hostels — também conhecidos como albergues — são acomodações relativamente recentes no Brasil. Na Europa é o tipo de hospedagem preferido de jovens viajantes e mochileiros. Isso se deve ao fato de ser uma opção mais econômica do que fazer check-in em um hotel ou até mesmo uma pousada.

Seu funcionamento é bem simples. Trata-se de um alojamento popular com boa localização e que oferece o necessário para os viajantes explorarem melhor a cidade.

Antigamente falar em hostel era associar com um local sem a devida atenção para a limpeza e qualidade dos quartos. Só que esse conceito foi mudando e muitos países, inclusive o Brasil, priorizam o conforto dos hóspedes, além de uma bela decoração.

Hospedar-se nesse tipo de local com certeza é uma experiência nova, moderna e raramente será monótona.

Como funciona um hostel?

Geralmente esse tipo de alojamento acomoda muitos mochileiros e turistas de várias partes do mundo. Os quartos e os banheiros costumam ser compartilhados entre as pessoas, mas alguns oferecem a opção de quartos privativos — assim como acontece em hotéis. Entretanto, o valor é mais alto e a reserva costuma ser bem disputada.

Os modelos de hostel e serviços oferecidos mudam de um lugar para outro. Na Oceania, por exemplo, não servem o café da manhã, ainda que vários outros continentes tenham esse benefício. A política é do “faça você mesmo”, portanto não espere regalias como ter as malas carregadas por um funcionário ou um telefone no quarto para falar com a recepção.

Há também os tipos de hostel que negociam mão de obra em troca de hospedagem gratuita. Essa é uma grande oportunidade para quem pretende conhecer vários países e tem poucos recursos.

No Brasil há uma opção desse tipo de hostel no Mato Grosso do Sul. O legal é que o trabalho a ser realizado consiste na atuação em projetos de recuperação do ecossistema da região.

como funciona um hostel

Como escolher o melhor lugar para se hospedar?

A experiência de se hospedar em acomodações comunitárias pode variar muito. Se você já sabe como funciona um hostel, pode imaginar que as pessoas e a estrutura do local vão influenciar bastante. Por isso, é importante escolher bem para não entrar em nenhuma furada.

Em primeiro lugar, fique atento à localização. Uma das grandes vantagens desse tipo de hospedagem é seu posicionamento estratégico. Se for fora de mão, pode ser que você precise gastar muito com transporte, o que acaba onerando muito sua viagem. Verifique ainda se o bairro é seguro — isso é fundamental, especialmente se estiver viajando sozinho.

Outro aspecto é o tamanho. Locais muito grandes tendem a ser movimentados e trazer grande rotatividade de pessoas e funcionários. Se você deseja uma experiência mais social, opte por hostels menores. Verifique se há ou não uma programação intensa de festas e eventos. Caso você queira descanso e tranquilidade, é melhor fugir dessas opções.

Por fim, questione sobre os banheiros. Mesmo que você fique em um quarto privativo, é possível que o banheiro seja compartilhado. Se você deseja privacidade, é melhor optar por um hostel que ofereça suítes.

Quais são as vantagens?

Além das vantagens já mencionadas no texto, como o custo-benefício, o conforto e a localização agradável, se hospedar em um hostel pode trazer inúmeras outras vantagens que agregam na vida pessoal e até profissional muitas vezes.

Encare como uma excelente oportunidade não só de fazer amigos, conhecer outros idiomas e outras culturas, mas também de estabelecer um belo networking para o futuro. O ambiente costuma ser bem descontraído e com vários estilos e perfis de pessoas.

Além do mais, existe uma cozinha comum para todos. Isso é um fator positivo para aquelas pessoas que gostam de preparar as próprias refeições e jogar conversa fora. Você também terá a vantagem de obter ótimas dicas para se adaptar bem à cidade que está visitando e até curtir pontos turísticos com seus novos amigos.

Se está viajando sozinho, pode ser uma ótima oportunidade de se enturmar!

como funciona um hostel

Quais são as desvantagens?

Uma das principais queixas dos hóspedes que escolhem ficar em um hostel é a questão do banheiro compartilhado entre vários quartos. Afinal, falta a privacidade que outros tipos de hospedagem oferecem e isso atrapalha na convivência.

A questão da segurança também é um ponto importante. Nem todos os lugares oferecem um ambiente tranquilo. Por isso malas e mochilas devem ser bem guardadas e você não deve deixar objetos espalhados. Você vai conviver com vários tipos de pessoas e não há garantias de que ninguém vai mexer nas suas coisas.

Outra desvantagem que atrapalha e muito são alguns hóspedes inconvenientes que não se importam se você quer dormir ou não. Apesar de não ser uma regra de todos os lugares, saiba que é possível ter noites sem sono constantemente.

O que levar para um hostel?

Essa é uma das grandes dúvidas de quem vai se hospedar nesse tipo de acomodação pela primeira vez. Até porque é provável que você queira levar o mínimo de itens possível — principalmente se for carregar tudo sozinho.

A maioria dos hostels oferece travesseiro e roupa de cama. Entretanto, se você precisa de um cobertor ou travesseiros extras, pode ser conveniente levar os seus. Eventualmente, há cobrança de taxa pela roupa de cama extra.

Toalhas e itens pessoais como sabonetes devem ser levados de casa. Como o banheiro é comunitário e há muita gente hospedada, não há garantias quanto à higiene desses itens. Se você quer reduzir volume, aposte nas toalhas finas de praia, aquelas que secam bem rápido.

Outra dica é levar fones e máscara de dormir. Como você vai dividir o quarto com muitas pessoas, não há garantias de que seu sono será preservado ou que ninguém vai abrir a janela cedo demais.

Para não passar aperto, na hora de fazer a reserva questione sobre os itens que o hostel disponibiliza e eventuais taxas a serem pagas por objetos extras.

Agora que você já sabe como funciona um hostel pode decidir com propriedade se esse tipo de acomodação é para você. Geralmente o público que frequenta esses lugares é mais jovem, como mochileiros e viajantes mais despojados.

É uma ótima forma de fazer novos amigos e uma boa opção para quem está se aventurando sozinho. E há ainda a possibilidade de ficar em um quarto privativo se você não gosta de bagunça ou quer um pouco mais de segurança.

Para que tudo corra bem, faça um bom planejamento do local para onde pretende viajar, reúna o máximo de informações possíveis para evitar surpresas desagradáveis, pesquise referências sobre o hostel onde está pensando em se hospedar e saiba que, apesar das desvantagens, essa pode ser uma experiência inesquecível e interessante.

E aí, conseguimos tirar suas dúvidas sobre como funciona um hostel? Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a viajarem melhor e de maneira mais econômica.

Você também pode se interessar por