Blog

Passagem para idoso gratuita: entenda como funciona esse benefício

Desde que o Estatuto do Idoso entrou em vigor, as pessoas que vivem a melhor idade passaram a ter diversas conquistas asseguradas por lei, as quais têm por objetivo proporcionar-lhes mais qualidade de vida. Entre os benefícios adquiridos, um deles visa incentivar os indivíduos dessa faixa etária a viajar com mais frequência, por meio da isenção no pagamento do bilhete de ônibus interestaduais.

Mas você sabe o que é preciso fazer para ter direito a uma passagem para idoso gratuita? No post de hoje, explicamos a quem deve ser feita a requisição e quais documentos devem ser apresentados. Acompanhe a leitura e confira!

Quem pode requerer o benefício?

A concessão de passagem para idoso gratuita é extensiva a todas as pessoas a partir dos 60 anos, que recebam até dois salários-mínimos. Como previsto em regulamentação publicada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), devem ser reservados dois assentos em cada ônibus convencional, em todos os horários.

Se essa cota já estiver esgotada, o passageiro deve ser contemplado com um desconto de 50% na compra do bilhete para outras poltronas. Para sua maior segurança e comodidade, é recomendável que a passagem de volta seja reservada neste mesmo instante.

A solicitação deve ser feita pessoalmente pelo idoso no guichê da empresa de ônibus e com uma antecedência mínima de três horas em relação ao embarque. Uma vez que o pedido tenha sido aprovado, o usuário deve estar na plataforma, pelo menos, meia hora antes da partida.

Quais documentos precisam ser apresentados?

Para que a emissão da passagem seja realizada, é obrigatória a comprovação da idade e da renda do requerente. Em cumprimento ao primeiro quesito, a apresentação de um documento de identidade oficial com foto é suficiente. Já para confirmar que o passageiro atende ao critério socioeconômico, são aceitos os seguintes comprovantes:

  • contracheque de pagamento ou declaração assinada pelo empregador;
  • carteira de trabalho atualizada;
  • carnê do INSS ou extrato de pagamento do benefício;
  • documentos emitidos por órgãos ligados à promoção da assistência social.

Uma solução que pode agilizar o atendimento é a Carteira do Idoso, emitida pela Secretaria Municipal de Assistência Social de todas as cidades. Se a pessoa não for viajar sozinha, é importante lembrar que os acompanhantes também devem estar com os documentos em dia.

Para onde o idoso pode ir?

Agora que você já sabe como é possível conseguir uma passagem para idoso gratuita, é chegada a hora de listar algumas opções de destino. Afinal de contas, esse benefício é um incentivo a mais para cair na estrada.

Se o intuito é relaxar, uma dica é visitar Caldas Novas, no estado de Goiás, famosa por suas cachoeiras de águas quentes cuja temperatura chega a 51ºC. Acredita-se, inclusive, que elas tenham propriedades terapêuticas. Já para os que querem conhecer um “pedacinho da Europa” no Brasil, vale programar uma ida à Holambra. Localizada no interior de São Paulo, a cidade das flores também encanta por sua arquitetura e gastronomia inspiradas na Holanda.

Se você tem parentes ou amigos que se encaixam nos requisitos da obtenção de passagem para idoso gratuita, pode fazer-lhes companhia para, juntos, conhecerem essas e muitas outras regiões do Brasil.

E não se esqueça de que a diversão pode começar já durante o trajeto. Por isso, aproveite e veja também este outro post com dicas bastante interessantes sobre o que é possível fazer durante uma viagem de ônibus. Boa leitura!

Baixe aqui a cartilha do idoso da antt

Você também pode se interessar por