Blog

Você sabe como evitar o enjoo de viagem?

É muito difícil encontrar alguém na não goste de viajar: seja um passeio de férias ou um final de semana prolongado, todos nós acabamos criando expectativas para o dia do embarque.

Por conta dessa empolgação, os turistas tomam várias providências para evitar imprevistos: depois de escolher o destino e comprar as passagens, é a hora de separar os documentos e decidir o estabelecimento em que vão ficar hospedados.

Mas, mesmo as pessoas mais entusiasmadas, não estão livres de um problema relativamente comum: o enjoo em viagem. Neste post, nós selecionamos dicas preciosas para quem quer se livrar desse mal-estar!

O que causa o enjoo em viagem?

Algum tempo após o início do percurso, sua cabeça começa a rodar e você sente tonturas e náuseas? Esse mal-estar é conhecido entre os médicos como cinetose: os sintomas se manifestam sempre que a pessoa está em um meio de transporte, como carros ou ônibus.

Trata-se de uma resposta do organismo quando o corpo realiza um movimento atípico, o que pode desencadear um conflito entre as informações fornecidas ao sistema nervoso pela visão, tato e labirinto, como é chamada a parte interna do ouvido.

Entre os sintomas iniciais do enjoo em viagem, destacam-se a palidez e o suor frio, em todo o rosto, mas especialmente na região acima dos lábios. Em um segundo estágio, costumam ocorrer náuseas, tonturas ou dores de cabeça, além de desconforto físico.

O que fazer para minimizar o desconforto?

Pessoas de todas as idades e faixas etárias podem sofrer enjoo em viagem, mas esse quadro tende a ser mais frequente em mulheres, crianças e portadores de enxaqueca.

Todavia, esse não deve ser um motivo para você desistir do seu passeio. Durante o percurso de ônibus, há alguns truques simples que podem ser colocados em prática para aliviar o desconforto:

  • procure olhar para um ponto fixo no horizonte;
  • evite praticar o hábito da leitura ou acessar o celular enquanto o veículo estiver em movimento;
  • faça refeições leves nos momentos que antecedem a viagem (coma o mínimo necessário). Por outro lado, o jejum completo também não é recomendável;
  • ao perceber a manifestação dos primeiros sintomas, mantenha a calma;
  • evite a ingestão de bebidas alcoólicas ou a exposição a odores fortes, como o cheiro do motor ou de cigarros;
  • redobre a ingestão de água para manter-se adequadamente hidratado.

Como tratar clinicamente o enjoo em viagem?

Além dessas orientações, o ideal é que a pessoa que tem desconforto constante quando faz movimentos anormais — não apenas em viagens, mas também em brinquedos em parques de diversões, como carrossel, roda-gigante ou montanha-russa — procure ajuda profissional.

Via de regra, o especialista que atende a casos como esse é o otorrinolaringologista. O mais comum é que o médico prescreva um medicamento antiemético (que combate o vômito), cuja utilização deve começar alguns dias antes da viagem.

Assim como em qualquer outra situação, a prática da automedicação não é recomendada, em decorrência dos riscos e efeitos colaterais. Neste caso, o paciente pode ser acometido por níveis de sonolência.

Exercícios de repetição, que treinam a região afetada, podem ser outra alternativa indicada pelo médico para atenuar os sintomas.

Entendeu o que você pode fazer para minimizar o desconforto provocado por um enjoo em viagem? Comece a planejar o seu próximo passeio agora mesmo! Para receber, em primeira mão, informações úteis a todo turista, curta a nossa página no Facebook!

Você também pode se interessar por