Compartilhar:

As cores do arco-íris tomarão as ruas de São Paulo no próximo domingo, dia 18 de junho. Acontece, na cidade, a 21ª edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, considerada a maior parada gay do mundo. O evento será realizado na área central da cidade, com previsão de início ao meio-dia, e encerramento às 18 horas. Organizada pela ONG Associação da Parada do Orgulho LGBT – APOLGBT SP – este ano a parada vem com o tema “Estado Laico – independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um estado laico”.

Ao todo, 19 trios elétricos farão a alegria do público presente ao evento, com diversas atrações musicais, destaques para a cantora Anitta, Daniela Mercury, Márcia Freire (ex-vocalista da Banda Cheiro de Amor) e Nayara Azevedo. A expectativa da Prefeitura de São Paulo é que três milhões de pessoas participem da Parada do Orgulho Gay deste ano, sendo que deste total 20% sejam de turistas que irão à cidade especialmente para o evento. Ainda segundo a prefeitura, a projeção é de que sejam movimentados cercado de R$ 45 milhões na economia da capital paulistana. O investimento da administração municipal na infra-estrutura do evento foi de R$ 1,5 milhão, a mesma quantia disponibilizada para a realização da edição passada.

Os trios elétricos  que farão a festa da Parada do Orgulho Gay deste ano sairão da Avenida Paulista, descerão a Rua da Consolação e acabar com um show no vale do Anhangabaú.

Eventos alternativos

Antes da grande manifestação da Parada Gay no domingo, haverá, em São Paulo, outros eventos envolvendo a temática LGBT durante o feriadão. Na quinta-feira, dia 15, acontece a já tradicional Feira Cultural LGBT. Em sua 17º edição, o evento atrai um público interessado em consumir cultura, literatura, lazer e gastronomia ligados ao universo gay, além de prestigiar performances de artistas LGBTs nos palcos espalhados entre as 60 tendas da feira. Já no sábado, acontece a primeira edição dos Jogos da Diversidade de São Paulo, no complexo desportivo do Ibirapuera, evento esportivo baseado nos ‘Gay Games’, as ‘olimpíadas LGBT mundiais’. A expectativa é que cerca de 350 atletas disputem medalhas entre modalidades como futebol feminino, futsal masculino, handebol, natação, voleibol, bilhar e dança.

Para mais informações sobre a Parada do Orgulho LGBT 2017 clique aqui.