Blog

Viaje de ônibus e leve seu bicho de estimação com você!

A menos de dois meses do Natal, a maioria das pessoas já está organizando sua viagem de fim de ano. E se você ainda não conseguiu se organizar porque não sabe com quem deixar o seu animal de estimação e sua vontade era de levá-lo com você, fique tranquilo: há algumas viações que oferecem este tipo de serviço especializado, basta prestar a atenção a alguns documentos e cuidados básicos para tornar o transporte do seu amigão uma experiência positiva!

Saiba o que fazer para viajar sem se preocupar com transporte de animais
Saiba o que fazer para viajar com seu bicho de estimação

Antes de comprar suas passagens, pesquise quais empresas fazem o trecho para o destino desejado. Entre em contato, via email ou telefone, com as empresas de transporte rodoviário e pergunte se elas prestam este serviço e dispõe de um espaço com iluminação e ventilação adaptadas aos animais.

Uma vez escolhida a empresa e as passagens compradas, é hora de verificar a carteira de vacinação do seu bichinho. Este documento deve ser levado contigo na viagem, para comprovar que ele está com a vacinação em dia, inclusive a vacina anti-rábica, obrigatório para cães e gatos com mais de 3 meses de vida (aliás, se o seu bichinho tiver menos de 90 dias não vale a pena expô-lo ao estresse da viagem, pois ele ainda é muito bebê). A vacinação deve ser feita, pelo menos, 30 dias antes da data da viagem.

Também é necessário apresentar o atestado sanitário para o transporte de animais, de acordo com as orientações contidas na Instrução Normativa nº 18, de 18 de julho de 2006, do Ministério da Agricultura. O mesmo deve ser emitido até 3 dias antes da viagem por um médico veterinário com registro no conselho regional da classe.

Visto as documentações necessárias, é hora de providenciar uma caixa de transporte para o ‘Totó’, ‘Bichano’ ou ‘Louro’. Aqui, também vale a pena se informar junto a empresa de transporte rodoviário se há algum padrão de medidas a ser seguido. Para escolher a caixa que ofereça conforto e segurança ao animal, leve em consideração o material da caixa, que deve ser resistente, sem saliências, e que o bicho consiga dar uma volta completa em torno de si tranquilamente. Nos casos em que a soma do peso do animalzinho junto com a caixa de transporte não ultrapasse 10 kg, é possível levá-lo na cabine de passageiros. Neste caso, compre a poltrona ao seu lado e o acomode confortavelmente, aproveitando sua companhia durante o trajeto.

Vale ainda lembrar a importância de pegar dicas com o médico veterinário sobre a alimentação pré-viagem, que deve ser feita com algumas horas de antecedência, para evitar desconforto e enjoo no seu bichinho. Em alguns casos, é até possível dar uma dosagem baixa de um remédio para náusea, para evitar vômitos e ele se sentir mais relaxado.

Preparando-se com antecedência, sua viagem e do seu animalzinho será agradável e segura, assim como deve ser!

(Por Renata Sklaski)