Blog

Viagem de avião ou de ônibus?

Atualmente, ter dificuldade para escolher entre uma viagem de avião ou de ônibus é muito comum, afinal, o preço e a qualidade desses transportes se aproximaram bastante. Então, o que colocar na balança para tomar essa decisão? Todas as suas prioridades e necessidades para essa sua próxima viagem, é claro.

Para facilitar sua deliberação e não deixar que ela seja movida só pela emoção, apresentaremos neste post um panorama dessas duas formas de viajar, seus procedimentos, parâmetros de serviço, regulamentações e muito mais. Confira!

Viagem de avião: panorama do transporte aéreo doméstico

Pense rápido: qual tipo de transporte utilizou na última viagem que fez, tanto faz se foi a trabalho ou lazer?

Independente de sua resposta, uma coisa é certa: o transporte aéreo de passageiros cresceu muito no Brasil nos últimos anos, parte pelas privatizações aeroportuárias, parte pelo crescimento econômico do país, ainda que esse segundo tenha sido muito menor do que o esperado.

Algumas estratégias comerciais das empresas, no primeiro momento, também provocaram o barateamento das passagens. Um bom exemplo disso é a recente cobrança por bagagem despachada. Isso fez com que os preços do bilhete aéreo diminuíssem ou, pelo menos, estacionassem frente a crescente inflação.

Prós e contras da viagem de avião

O tempo de viagem entre as cidades, sem dúvidas, é a maior vantagem que o transporte aéreo pode proporcionar.

O que muitos viajantes não considerem ao programar seus deslocamentos é que os procedimentos de embarque e até a concentração dos voos em aeroportos mais distantes dos centros das cidades fazem uma compensação negativa de tempo frente a escolha de uma viagem de ônibus, por exemplo.

Longos trechos são realizados em poucas horas, mas não existem muitos horários disponíveis de saída, assim como as ligações diretas são restritas aos trechos de maior volume de procura, como o eixo entre São Paulo e Rio de Janeiro.

As demais cidades, inclusive aquelas do interior, contam com poucas ou nenhuma opção de voos diretos, dependendo de conexões que podem falhar caso o primeiro trecho atrase por algum motivo.

Há, ainda, outros problemas enfrentados pelo setor aéreo decorrentes do crescimento na demanda de passageiros:

  • falta de aeronaves;
  • falta de infraestrutura nos aeroportos;
  • queda na qualidade de atendimento;
  • greves de funcionários das companhias aéreas;
  • filas intermináveis;
  • falhas nos sistemas de passagens;
  • salas de espera lotadas;
  • voos cancelados etc.

Na Copa do Mundo no Brasil, tivemos grandes investimentos por parte do Governo Federal para driblar os problemas e oferecer melhores condições, principalmente focando os turistas que transitariam no país nesta época.

Entretanto, os passageiros aéreos “comuns” se depararam com a consequência gerada pelo torneio mundial: o preço exorbitante das passagens para voos domésticos. Quem não comprou com antecedência, teve que bancar o alto valor cobrado ou procurar outra alternativa de transporte.

O transtorno e a alta de preço, no entanto, permaneceram após o evento, e um novo fenômeno acometeu os passageiros do transporte aéreo: as estratégias comerciais das companhias.

Visando exclusivamente seus lucros, as empresas de transporte aéreo tomaram medidas, como:

  • concentração de seus voos em aeroportos mais distantes do centro das cidades, que comportam aeronaves maiores e facilitam suas estratégias de redução de quadro de funcionários;
  • redução do espaço entre as poltronas das aeronaves para acondicionar mais passageiros, comprometendo o conforto durante o voo;
  • restrição quanto ao volume de bagagens despachadas e cobrança por cada uma delas;
  • extinção dos lanches a bordo, cobrando à parte pelas bebidas e alimentos oferecidos.

Esse último item, além de reduzir a despesa com as amenidades oferecidas aos viajantes, também permite que a empresa aérea reduza o espaço da chamada cozinha dentro da aeronave, além do peso dos alimentos embarcados, já que nem todos terão interesse em comprar.

Com isso, os custos do voo são reduzidos para a empresa aérea, mas esses descontos não são repassados aos seus clientes.

Viagem de ônibus: panorama do transporte rodoviário e suas vantagens

Se as companhias aéreas estão buscando maneiras de transportar mais passageiros por um custo menor para elas e comprometendo, muitas vezes, a qualidade de seus serviços, transportadoras de passageiros no modal rodoviário montam suas estratégias na contramão, ou seja, aumentando os benefícios e comodidades.

Infraestrutura das rodoviárias

Assim como os aeroportos, a maioria dos principais terminais rodoviários do país também foram reformados e tiveram sua capacidade de atendimento e uso ampliados. A estrutura foi modernizada, a segurança reforçada e as áreas de uso comum aos passageiros receberam opções de entretenimento e alimentação mais confortáveis e com maior variedade.

Frotas modernas e confortáveis

Hoje, praticamente 100% da frota de ônibus usada para o transporte de passageiros apresenta conforto e segurança, como ar-condicionado, poltronas reclináveis, cortinas nas janelas, sistema de televisão e som a bordo, espaço entre as poltronas ampliado etc.

Para trechos mais longos, as empresas oferecem opções para aumentar ainda mais o conforto nas viagens. Os passageiros podem escolher entre o ônibus convencional e o leito, sendo o principal diferencial entre eles as poltronas, que na segunda modalidade é possível viajar dormindo praticamente deitado.

Preços justos e sem flutuações

Comprar uma passagem de ônibus hoje para uma viagem daqui um mês ou deixar para comprá-la uma semana antes da data prevista pouco influenciará no valor a ser pago.

A flutuação de preços que existe no setor aéreo não acontece no de transporte terrestre. E também não importa se é Copa do Mundo, festas de fim de ano ou carnaval. A compra antecipada só é recomendada para que o passageiro não corra o risco de ficar sem a passagem, já que a procura aumenta — e muito — em determinadas épocas do ano.

Continuidade do serviço em condições de tempo ruim

É comum ouvir na rádio que o aeroporto “X” está fechado para pousos e decolagens por conta da neblina ou de uma chuva forte, logo, vários voos são atrasados ou, até mesmo, cancelados. Pensem nos compromissos perdidos!

É um efeito cascata já que a aeronave parada em algum desses locais também seria a responsável por executar o voo em outra localidade, seguindo uma rota já programada.

Esse risco não ocorre em uma viagem terrestre. Obviamente, em situações de mau tempo, o cuidado do motorista é redobrado, porém, o ônibus vai partir no horário previsto e o seu compromisso agendado não precisará ser cancelado.

Sem burocracias para cancelamentos e alterações

Para cancelar uma passagem de ônibus é muito mais simples. Sem dor de cabeça, é possível fazer a solicitação sem grandes burocracias, seguindo as orientações da empresa de transporte.

Nas companhias aéreas, além de situações diferentes para cada fase que antecede o voo, o valor da tarifa cobrada também interfere na política de cancelamento, o que exige do passageiro um conhecimento profundo de regras e condições de passagens.

Malha rodoviária intensa

Sejam as cidades pequenas ou os grandes centros, todos eles são servidos com uma malha rodoviária que aumenta as possibilidades de transporte e, até mesmo, a regularidade em que eles acontecem.

Algumas conexões aeroportuárias exigem que os passageiros, na mesma cidade, mudem de aeroportos para prosseguirem viagem. No transporte rodoviário, ainda que seja necessária a troca de ônibus, tudo é feito no mesmo local, com o devido tempo e orientação.

Detalhes de um belo percurso

Viajar de ônibus ainda traz outro ganho incalculável: o próprio percurso. Obviamente, estamos falando dos trechos rodoviários que cortam serras e matas, que trazem paisagens exuberantes e revelam a riqueza da natureza presente nesse nosso “Brasilzão”.

A estrada dá a oportunidade de conhecer pequenos municípios, nem que seja de passagem, e acompanhar um pouco do estilo de vida de lá.

Ficou com vontade de colocar o pé na estrada e deixar a viagem de avião de lado? A Rodoviariaonline aumenta sua comodidade para seu deslocamento.

Caso ainda tenha dúvidas sobre como comprar suas passagens online ou desconhece as vantagens desta modalidade, leia nosso artigo sobre o assunto e comece agora mesmo a tirar sua viagem dos sonhos do papel!

Você também pode se interessar por