Blog

Rodoviária de Curitiba – Operação Carnaval

A Urbs iniciou nesta semana a Operação Carnaval que prevê uma série de alterações no funcionamento da Rodoviária, no trânsito do entorno e na circulação dos ônibus rodoviários.

Faixas e banners com indicação dos locais de venda de passagem e de acesso às plataformas de embarque foram colocados nesta segunda-feira (4) em pontos estratégicos do terminal e, ao longo da semana haverá distribuição de folhetos, avisos no sistema de som da Rodoviária, mensagens de alerta a motoristas em faixas e nos painéis de trânsito nas ruas e nos painéis de informação nos terminais de transporte.

A Operação Carnaval se estenderá até o dia 17 e é resultado de parceria entre a Urbs, Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário do Paraná (Rodopar), Federação das Empresas de Passageiros do Paraná e Santa Catarina (Fepasc) e empresas de transporte rodoviário.

Confira o que muda na Rodoviária e entorno durante a Operação Carnaval
Confira o que muda na Rodoviária e entorno durante a Operação Carnaval
Desembarque na sexta-feira, dia 8 – Das 19h à meia noite todos os desembarques serão na rua General Carneiro, na quadra entre as avenidas Sete de Setembro e Affonso Camargo. A Polícia Militar vai reforçar a segurança e as luzes externas do Mercado ficarão acesas durante o período para maior segurança dos passageiros. Ao desembarcar, o passageiro encontrará táxi na frente e nos fundos do Mercado e na Rua da Paz e também ônibus do transporte coletivo tanto na Sete de Setembro como na Affonso Camargo. A partir do sábado (9) os desembarques serão na própria Rodoviária.

Embarques – Os embarques continuam sendo feitos normalmente na Rodoviária. O acesso às plataformas de embarque da maioria das empresas será feito pela ala estadual (dos fundos).

Passagens – Os guichês de passagens de todas as empresas funcionam na ala estadual, que é o bloco dos fundos. Não há venda de passagens na ala interestadual (bloco da frente).

Acessos para quem está de carro – O trânsito está bloqueado a partir da trincheira da Rodo, que dá acesso à parte interna da ala estadual. Agora, veículos particulares só podem parar para embarque e desembarque no início da ala estadual. Na ala ferroviária será permitido estacionar por 15 minutos. Os estacionamentos pagos vão funcionar 24 horas.

• Estacionamentos – Os estacionamentos da Rodoviária vão funcionar 24 horas. O preço é de R$4,00 a hora; R$ 3,00 por meia hora; e R$20,00 a diária (após a quinta hora). Os estacionamentos particulares na Rua da Paz, ao lado do Mercado Municipal, também vão funcionar 24 horas.

Ônibus Rodoviários – A partir de sexta-feira (8) os ônibus chegarão na plataforma de embarque 15 minutos antes do horário de partida. Antes disso, eles vão aguardar na rua Tibagi, entre Nilo Cairo e Sete de Setembro.

Também durante o feriado, os ônibus rodoviários que estiverem na Affonso Camargo, sentido centro, não poderão cruzar a canaleta em frente à Rodoviária. Eles vão seguir pela Dr Faivre, Visconde de Guarapuava, Tibagi e Sete de Setembro.

Durante este período os ônibus rodoviários deixarão de circular na Visconde de Guarapuava a partir da Dr. Faivre, como ocorre normalmente. A partir de sexta-feira (8) eles seguirão pela Dario Lopes dos Santos, Engenheiros Rebouças e Brigadeiro Franco, onde entram na Visconde de Guarapuava.

Motoristas de veículos particulares devem, se possível, evitar estes trechos especialmente na noite de sexta-feira, quando o movimento deverá ser intenso.

Alteração no transporte coletivo – De sexta a quarta-feira de Cinzas (8 a 13), as linhas Curitiba / Urano; Curitiba / Apolo; Curitiba / São José; Curitiba / Xingu; Curitiba / Braga; Curitiba / PUC e Curitiba / Quisisana, Vila Macedo, Estudantes, Jardim Centauro e Jardim Itiberê vão desviar o viaduto do Colorado pelas ruas Engenheiros Rebouças e Conselheiro Laurindo, podendo, em caso de congestionamento, optar pelo viaduto do Capanema, a partir da Brasílio Itiberê.

Fonte: Prefeitura de Curitiba