Blog

Quando o inverno chegar…

…e ele já chegou! Desde o dia 21 de junho, precisamente às 13h38m entramos na estação mais fria do ano, que termina só em 23 de setembro.

Até lá, o jeito é caprichar no agasalho, roupas de lã, gorros e luvas e espantar a vontade quase primitiva de se ‘esconder’ dentro de casa e se entregar ao sofá, com cobertor e TV. Sim, há vida além das janelas embaçadas da casa, e muitos programas interessantes para se fazer na estação mais fria do ano!

Ao longo desta semana, o Portal Rodoviariaonline® vai dar algumas dicas de cidades a visitar durante o inverno. E aqui o objetivo não é fugir dele, mas sim desfrutar de locais que ficam ainda mais aconchegantes quando o vento sopra mais gelado.

Vamos começar por uma cidade que tem um título nobre, já que ficou conhecida como ‘a cidade de Dom Pedro II’. Estamos falando de Petrópolis, município localizado na região serrana fluminense.

Mesmo não apresentando invernos tão rigorosos, foi nesta região que Dom Pedro II encontrou o clima ameno perfeito para construir o palácio de verão, onde se instalava durante os meses mais quentes do ano e de onde governava o império, tornando Petrópolis a capital do Império do Brasil durante os meses de verão. Atualmente, o palácio construído em 1845 abriga o Museu Imperial, aberto à visitação, e que guarda verdadeiras relíquias, como documentos, mobílias, joias e objetos dos membros da corte. Para adentrar aos cômodos da casa, os visitantes recebem pantufas para não arranhar o piso histórico. Nas noites de quinta a sábado, os jardins do palácio são o palco do espetáculo “Som e Luz”, que traz relatos sobre o Reinado de Dom Pedro II. Imperdível!

inverno
A bela fachada do Museu Imperial, palácio de verão de Dom Pedro II. (Foto: divulgação)

O clima e a beleza da região serrana também atraíram imigrantes europeus, como portugueses, franceses, italianos e alemães, e o traço arquitetônico típico destes povos é facilmente identificado. Até hoje, Petrópolis é o destino favorito dos cariocas quando chega o frio, porém pela excelente estrutura turística e gastronômica, a cidade atrai visitantes de todo o Brasil, além de estrangeiros.

As principais atrações da cidade estão concentradas no centro histórico, isto facilita bastante a visitação, que pode ser feita à pé (ou em charretes que fazem o city tour, passando pelos principais casarões históricos da cidade). Vale a visita à Catedral de São Pedro de Alcântara, onde fica o Mausoléu Imperial e descansam os restos mortais de Dom Pedro II, Dona Teresa Cristina, Conde d’Eu e Princesa Isabel. Sobre suas lápides, esculturas em tamanhos reais os representam. Próximo da Catedral, fica o Palácio de Cristal, presente do Conde d’Eu à Princesa Isabel, sua esposa, e de onde foi celebrada a abolição da escravatura, em 1888. A arquitetura do palácio foi inspirada no Crystal Palace, de Londres, e o projeto foi executado na França. De lá, veio desmontado para o Brasil.

inverno
Catedral de São Pedro de Alcântara, que abriga o Mausoléu de D. Pedro II. (Foto: divulgação)

Ainda na região central, fica a ‘Encantada’, a casa de verão de Santos Dumont, projetada pelo próprio inventor.  Lá é possível conhecer uma pequena biblioteca e alguns objetos pessoais de Dumont, como o seu inseparável chapéu-panamá.

inverno
A casa de Santos Dumont, em Petrópolis. (Foto: divulgação)

Para quem deseja estender a viagem e conhecer o entorno de Petrópolis, deve visitar Itaipava, distrito a 20 quilômetros do centro, que oferece dezenas de passeios em meio à natureza, como cavalgadas e trilhas para conhecer as cachoeiras da região. É lá também que se concentram muitas das pousadas para lá de charmosas deste pedacinho de paraíso localizado na região serrana fluminense.

Gostou da dica? Então prepare para esquentar este inverno com muitas viagens inesquecíveis!

Para mais dicas sobre Petrópolis, clique aqui.

 

(Por Renata Sklaski)