Blog

Jornada Mundial da Juventude: Confira o esquema de transporte rodoviário

Jornada Mundial da Juventude

De 23 a 28 de julho, a cidade do Rio de Janeiro volta a ser palco de mais um evento de abrangência internacional e, desta vez, o motivo não é esportivo ou político. A Jornada Mundial da Juventude, evento idealizado pelo Papa João Paulo II e realizado pela primeira vez em 1984, na Praça São Pedro, no Vaticano, mais uma vez unirá jovens de todo país – e até mesmo de outros países – em uma grande peregrinação pela fé cristã.

Uma das principais atrações da JMJ Rio 2013 será a visita do Papa Francisco ao Brasil, que chega ao país no dia 22, onde terá uma agenda cheia até retornar ao Vaticano, no dia 28. (Para saber a agenda oficial do Papa no Brasil, clique aqui).

A expectativa da Igreja Católica é que 2,5 milhões de peregrinos circulem pela Jornada no período de sua realização. E aí não fica difícil chegar a uma simples conclusão: mais pessoas nas ruas significa mais carros, vans e ônibus rodando, não só na área urbana, como nas estradas federais, estaduais e municipais que dão acesso à cidade maravilhosa.

Para garantir maior segurança para os peregrinos, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF) fizeram um mapeamento, disponibilizado online e em PDF, contemplando as melhores rotas federais para circulação dos veículos, levando em consideração dados como condições do pavimento e maiores trechos duplicados. (Acesse as rotas aqui)

A Polícia Rodoviária Federal intensificará a fiscalização nas fronteiras, onde se espera que 120 mil veículos venham de países latinos rumo ao Rio de Janeiro. A fiscalização também será maior nas estradas federais, principalmente em ônibus e vans que possam estar transportando passageiros clandestinamente.

Se você está se programando para participar deste grande evento, e fará a locomoção em ônibus fretado para a excursão, fique atento para não estar viajando em um veículo clandestino. Segundo a Resolução nº 4116, de 07 de junho, divulgada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, são considerados clandestinos, “o transporte interestadual e internacional remunerado de pessoas, realizado por pessoa física ou jurídica que não possua delegação da ANTT”. Para evitar problemas desta ordem, é recomendado ao peregrino que consulte a lista de empresas regulamentadas no site da ANTT antes de realizar a contratação do serviço.

Mas se o seu objetivo é viajar em ônibus rodoviário de linha, aproveite todas as vantagens da Rodoviariaonline e garanta já a sua poltrona!