Blog

Enoturismo – à procura do vinho perfeito

O que te leva a viajar para determinado destino? O que você considera na hora de escolher um local para visitar? As motivações são inúmeras e variam de pessoa para pessoa. Mas hoje vamos falar sobre o que motiva o chamado ‘enoturista’, um perfil de viajante que tem crescido significativamente no Brasil nos últimos 20 anos. E quem pensou em uma bela e convidativa taça de vinho, acertou!

enoturismo
Detalhe de cacho de uva de um parreiral em Bento Gonçalves – RS. (Foto: Betofamed – wikipedia)

O prazer dos ‘enoturistas’ não está apenas na degustação dos vinhos, mas também em conhecer a história por trás da bebida, já que a cultura e as tradições do local onde é elaborada influenciam muito no processo de produção. O Rio de Grande do Sul, por exemplo, é responsável por 90% da produção nacional de uva. Na Serra Gaúcha há inúmeros roteiros enoturísticos à disposição dos viajantes, sempre tendo como referência a cidade de Bento Gonçalves.  Cada vinícola guarda a sua tradição e cultura, o que faz crescer a variedade de produtos. Um dos pontos altos das visitas às vinícolas é a receptividade. Apesar do crescimento e profissionalização dos produtores, a maior parte tem perfil familiar, o que garante um atendimento diferenciado, onde os visitantes são recebidos e acompanhados pelos próprios donos. O Vale dos Vinhedos é a região produtora de vinho mais famosa do país, apontada pela revista Wine Enthusiast como um dos 10 melhores destinos enoturísticos do mundo.  Localizado a 130 quilômetros da capital Porto Alegre, o Vale dos Vinhedos ocupa uma área de 82 quilômetros quadrados na Serra Gaúcha, formada pelas cidades de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul e Garibaldi. Conheça mais sobre os roteiros enoturísticos gaúchos clicando aqui.

Além da Serra Gaúcha, outros polos produtores de vinho estão despontando no cenário nacional e atraindo visitantes, como o Planalto Catarinense (entre as cidades de Lages, Bom Retiro e São Joaquim), São Roque (em São Paulo), o Vale do São Francisco (nordeste do país) e no Paraná (região metropolitana de Curitiba). O potencial turístico das vinícolas do entorno da capital paranaense fez com que a Vinopar – Associação dos Vitivinicultores do Paraná – criasse um roteiro que inclui oito vinícolas da região,  localizadas até 40 quilômetros de distância de Curitiba.

Entre elas, está a Família Fardo Vinícola, que neste inverno está oferecendo um tour enogastronômico intitulado ‘Vini, Formaggi i Amici’ (Vinhos, Queijos e Amigos). O grande diferencial da Família Fardo é que ela disponibiliza uma van aos interessados em realizar o passeio, que tem como ponto de embarque um local próximo à rodoviária, região central da cidade.  A visita dura em média 1h15 minutos e é acompanhada por um enólogo que ministra um minicurso com uma série de harmonizações (ou seja, os visitantes irão aprender e degustar, por exemplo, o queijo que melhor harmoniza com determinado tipo de vinho). Um passeio altamente saboroso e cultural! Saiba mais sobre este passeio no site da vinícola.

enoturismo
Mesa posta esperando pelos visitantes na Família Fardo Vinícola. (Foto: divulgação)

Ficou com água na boca? Aproveite o clima propício de inverno e inicie já seu roteiro enoturístico!

(Por Renata Sklaski)