Blog

Depois do Outubro Rosa, vem o Novembro Azul

A campanha Outubro Rosa, que visa conscientizar e debater entre as mulheres a importância da prevenção do câncer de mama, já virou tradicional em vários países do mundo. E pelo jeito, outro movimento como este está ganhando força e tem tudo para se tornar uma continuação da campanha. Trata-se do Novembro Azul, campanha que visa debater, durante o mês de novembro, a prevenção do câncer de próstata, o tipo de tumor mais comum entre homens acima de 50 anos.

Conheça a campanha Novembro Azul
Conheça a campanha Novembro Azul

O movimento surgiu na Austrália, em 2003, com o nome de ‘Movember”, mistura das palavras ‘moustache’ (bigode, em inglês) e ‘november (novembro, em inglês). Assim como o Outubro Rosa, aos poucos a campanha foi ganhando força e ações em vários países, tendo como objetivo principal mudar os hábitos e atitudes da população masculina com relação à sua saúde, principalmente no que tange o diagnóstico precoce do câncer de próstata.

No Brasil, a campanha teve início somente em 2012. Segundo dados divulgados pelo Instituto Lado a Lado Pela Vida, a cada 6 brasileiros, um apresenta a doença. Em 2015, a estimativa é que 69 mil novos casos sejam diagnosticados.

Mesmo diante do perigo da doença, muitos homens ainda apresentam preconceito em realizar o exame de toque, o qual é capaz de diagnosticar qualquer anormalidade na próstata como, por exemplo, o aumento de tamanho. Recomenda-se que o exame de toque deve ser feito depois que o homem completa 40 anos. Não dá para desconsiderar que se diagnosticado precocemente, a chance de cura varia entre 80 e 95%.

Então, se você é homem, tem 40 anos completos e nunca foi visitar um urologista para realizar o exame de prevenção do câncer de próstata, já está na hora de deixar o preconceito de lado e marcar uma consulta. Conscientize-se que o único que pode fazer isto por você é… você mesmo!

Aproveite todo este movimento sobre o assunto, informe-se e mantenha seus exames sempre em dia. Pois o que combina com masculinidade é saúde e prevenção, que nada tem a ver com medo e preconceito.