Blog

Circuito das Águas Paulista – lazer e aventura

Como já falamos aqui no blog, dia 22 de março é o dia mundial da água (leia o texto sobre o Circuito das Águas de Minas Gerais). Desta vez, falaremos sobre outro lugar que também é famoso por suas águas termais e minerais, que atraem turistas de todo o país. Estamos falando do Circuito das Águas Paulista.

O circuito é composto por nove municípios, localizados a menos de 200 quilômetros da capital São Paulo. São eles: Lindóia, Águas de Lindóia, Monte Alegre do Sul, Amparo, Pedreira, Holambra, Socorro, Serra Negra e Jaguariúna. Em comum, as cidades têm o clima ameno e o ar de cidade de interior, perfeitas para quem deseja relaxar sozinho, em família ou a dois. Mas não se engane, quem gosta de adrenalina também vai encontrar no Circuito das Águas Paulista passeios e atividades de aventura.

Começamos por Lindóia, considerada a ‘capital da água mineral’, de onde é extraído 40% do volume de água mineral consumida em todo o país. Seu principal atrativo turístico é o Complexo do Grande Lago, que tem 260 mil metros quadros de espelhos d’água. É lá o espaço perfeito para a prática de esportes náuticos, além de pesca e natação. A entrada no complexo é gratuita. Quem é ecoturista não pode deixar de visitar o Rio do Peixe, que corta a cidade e dá vida a inúmeras cachoeiras, como a do Salto, que deixam o visual do local ainda mais bonito.

Em Águas de Lindóia, a água verte do solo com aproximadamente 28ºC. É considerada a ‘capital brasileira do termalismo’ – método de tratamento natural que recorre às propriedades das águas minerais para tratar e curar problemas de saúde. As propriedades medicinais de suas águas foram atestadas por Dr. Francisco Tozzi, em 1909 e Madame Curie (Prêmio Nobel de Física) em 1926. A cidade possui ótima infraestrutura turística, com cerca de 7 mil leitos em sua rede hoteleira e conta com um farto circuito gastronômico. Mesmo assim não perde o clima interiorano, com passeios à cavalo e belas trilhas que exploram as montanhas que rodeiam a cidade.

circuito das águas
Águas de Lindóia – capital brasileira do termalismo. (Foto: divulgação)
A simpática Monte Alegre do Sul encanta por suas belezas naturais, o casario antigo do século XIX e por ter diversas fontes de água mineral espalhadas pela cidade. É perfeita para quem busca descansar e curtir o turismo rural e também religioso local. O balneário municipal oferece sauna unida e seca, banhos de imersão, banho de chuveiro, ducha escocesa e serviços de massagem. A água proveniente da fonte Bom Jesus é muito procurada por pessoas que sofrem de doenças hepáticas e infecções de bexiga, por exemplo. E quem já provou da água da fonte Bom Jesus garante que os resultados são garantidos. O relevo da região e a quantidade de rios e riachos proporcionaram à cidade as inúmeras pequenas e médias cachoeiras que ornamentam a cidade.

A cidade de Socorro é destino perfeito para quem busca atividades de aventura. Localizada em meio à Serra da Mantiqueira, Socorro é o município com maior número de atividades de aventura do Circuito das Águas Paulista. No trecho do Rio do Peixe que banha o Parque do Monjolinho, por exemplo, é possível praticar stand-up paddle, boia cross e também rafting. Além disso, há como praticar rapel, escalada, tirolesa, arvorismo, caminhadas em trilhas pela mata, passeios à cavalo, etc.

Ainda há muito que explorar no Circuito das Águas Paulista nas cidades citadas acima e nas outras que compõem o circuito. Para conhecer todos os seus atrativos, programe sua viagem e compre suas passagens pelo Portal Rodoviariaonline.

(Por Renata Sklaski)