Blog

Aracaju: Explorando a capital sergipana

Aracaju, ao contrário de Fortaleza, a última cidade que escrevemos aqui no Portal Rodoviariaonline, não é uma cidade, digamos, tão badalada. Mas como qualquer cidade litorânea do Nordeste, apresenta vários atrativos que farão da visita à cidade um passeio, inesquecível. Capital do Estado de Sergipe, Aracaju é famosa por sua boa infraestrutura, limpeza e, claro, pelo povo hospitaleiro. Em 2008, foi eleita a capital que oferece maior qualidade de vida aos seus moradores. Marca o calendário de eventos nacionais com duas principais festas: o Forró Caju, evento que acontece durante 14 dias na segunda quinzena de junho, atrai milhares de pessoas à cidade para ‘gastar o sapato’ dançando forró e se deliciando com a culinária junina típica da cidade. Já durante a alta temporada do verão, acontece o Pré-Caju, a abertura oficial do Carnaval. Durante quatro dias, a Avenida Beira Mar é tomada por blocos e trios, que puxam e animam mais de 300 mil pessoas por noite.

Mas se o que você procura está longe de serem festas e multidões nas ruas, fique ligado nas dicas de passeios abaixo, que não podem faltar no roteiro de turismo na capital sergipana, independente da época do ano.

Orla de Atalaia

Arcos da Orla de Atalaia em Aracaju
Arcos da Orla de Atalaia (Foto: Wikipédia)
Um dos cartões postais mais famosos de Aracaju e local que concentra grande infraestrutura turística. Com seis quilômetros de extensão e distante apenas nove quilômetros do centro da cidade, a orla de Atalaia é um convite para uma caminhada relaxante ou ainda para a prática de esportes, já que conta com diversas opções de lazer, como quadras de tênis, ciclovia, barracas, parques infantis e lagos artificiais ideais para a prática de esportes náuticos. É nesta região que se localiza o Oceanário de Aracaju, um local de encanto para crianças e adultos, com 5 aquários de água doce e 11 de águas salgadas. Se você gosta de mais emoções, a dica é visitar o local próximo das 16h30, horário onde são alimentados os temidos tubarões.

É na Orla de Atalaia, também, que fica a famosa Passarela do Caranguejo, local que concentra o maior número de bares e restaurantes de culinária típica da região e que, como o próprio nome diz, tem como destaque no cardápio o caranguejo.

Museu da Gente Sergipana

Inaugurado no final de 2011, o Museu da Gente Sergipana foi feito por Marcello Dantas, o mesmo arquiteto que fez o Museu da Língua Portuguesa, na capital paulista. Localizado em um casarão de 1926 totalmente restaurado, na região central da cidade, a atração é avaliada como um dos melhores passeios a se fazer em Aracaju. Mostrando a história do povo local, festas, praças, personagens ilustres e ecossistemas, o Museu propõe interações com o público, com muita tecnologia e criatividade. Vale a pena ir!

Praia da Caueira

Localizada a 30 quilômetros de Aracaju, esta praia é recomendada por turistas que já passaram pela capital sergipana, por conta de suas águas mornas e limpas. A cor da água é mais escura, mas nem por isso a beleza do local é menor. Com boa estrutura que inclui barracas, o movimento é maior aos finais de semana.

Praia do Saco

A 76 quilômetros da orla de Atalaia, a praia do Saco é ideal para quem procura descanso sem muitas badalações. Com seus coqueirais, dunas e mar azul esverdeado, local atrai pela beleza naturalmente distribuída pela enseada. Para quem gosta de aventura, vale o passeio de buggy pelas dunas da região.

Visita ao cânion do Xingó

As águas verdes do Rio São Francisco banham o cânion do Xingó, em Aracaju
As águas verdes do Rio São Francisco banham o cânion do Xingó. (Foto: Secretaria de Turismo de Aracaju)
Aqui está outro passeio muito bem recomendado. Mesmo não sendo exatamente em Aracaju, é um dos passeios mais procurados pelos turistas que visitam a cidade, pois até o deslocamento da capital para Canindé já vale a pena. São 200 quilômetros de estrada boa, cortando a caatinga. Já em Canindé, o acesso ao cânion é feito por escuna ou catamarã. Cerca de uma hora depois do embarque o barco alcança o cânion, onde é possível tomar um banho refrescante nas águas verdes do Rio São Francisco ou apenas apreciar a paisagem. O passeio de barco custa, em média, R$ 70,00 por pessoa. Para quem ainda quer aproveitar a estadia em Canindé antes de retornar para Aracaju, vale o pernoite para, no dia seguinte, visitar o município vizinho de Piranhas, local onde Lampião e seus cangaceiros frequentemente acampavam.

Ficou com vontade de conhecer Aracaju? Aproveite as opções de passagens da Rodoviariaonline e bote o pé na estrada!

Por Renata Sklaski